infelizmente percebeu que não era a mulher da vida dele. já tinha percebido há mais tempo mas só naquele momento lhe caíra a ficha. subiu o elevador com a cara fechada, a escarafunchar a mala à procura da chave, e trazia consigo uma raiva incalculável. apetecia-lhe pontapear o sofá e só não partiu todos os copos porque depois se sentiria ainda pior por ter que apanhar todos os cacos. nada poderia amenizar a frustração de ter sido sempre a segunda e do seu lugar ser preenchido por uma miúda que ainda veste calças de ganga de cintura descaída.
secou as lágrimas e começou a trabalhar. se não fosse ele, ela não teria subido de cargo.

1 comentário:

nils disse...

Esse senhor... é mais um homem da minha vida.

html code
Daily Specials