aquela música fez-me gritar, dar murros no volante, fazer pequenos 's' e de repente perceber que a vida não é mais do que isto: apenas (e só apenas) pequenos momentos de felicidade em que poderias morrer no memomento a seguir porque finalmente aconteceu uma coisa boa e que tivesse valido a pena - mesmo que tenha sido só aquela música na viagem de regresso a casa.

3 comentários:

Marcones disse...

Acompanho teu blog há mais ou menos 2 anos.
Gosto muito de tudo. Fotografias, escritos e a melancolia presente em ambos.

Anita disse...

que música?

continuo a apaixonar-me pela melancolia do teu blog.

Marcones disse...

"Meu amor sem cor
Velho postal amor banal
Sem nenhum valor

Nessa noite
Meu pobre amor de papel
Esqueça a cor
Do anúncio lá do céu

Na arcada principal
Secreto mal
Numa noite de néon
De papel crepom

O mar vai e volta
Com o gosto
Do licor que ficou da tua boca
Do suor que ficou na minha boca
Vai deixando minha parba voz de louco..."

essa é uma música que me deixa assim

(posso mandá-la pro email. é só falar)

html code
Daily Specials